Brasil é importante destino de motos chinesas

Bom dia!

A Jian é uma fabricante chinesa de motocicletas e exportou em 2007 US$ 409 milhões – é Estatal! Para o Brasil exportou mais de US$ 12 milhões só neste primeiro trimestre.

Os gestores da empresa dizem que o Brasil deverá se tornar o primeiro mercado internacional da empresa. Não explica o porque, mas a Jian enxerga o óbvio:

  1. Nossa moeda ganhou muito valor e continuará ganhando. O real a R$ 1,5 por dólar é ‘favas contadas’, na minha opinião. Importar ficou e continuará mais fácil do que exportar.
  2. Nossa população e o nosso mercado interno são imensos.
  3. Nosso mercado interno é demandante de produtos populares – como o são as motos Jian, que em localidades mais humildes do Brasil substitui a bicicleta ou o jegue.

Consequências para o crédito:

  1. A invasão de produtos importados não é de hoje, mas tende a se intensificar.
  2. Se o seu negócio faz uso de bens/serviços importados, terá vantagens (o custo não pára de cair).
  3. Por outro lado, se é fortemente exportador ou sofre de concorrência direta de importados, terá que se reinventar.
  4. Mutações nas cadeias produtivas: seu cliente brasileiro pode desaparecer, porque uma Jian da vida vem e acaba com o mercado dele – e com o seu junto!

Acho que todo empresário sabe disso, mas a maioria não sabe antecipar estas informações aos seus banqueiros. Em geral, não informam os bancos, com a devida transparência e antecipação, sobre as mudanças no seu negócio.

Procurar o banco para discutir crédito quando as demonstrações financeiras já estão deterioradas, ou quando se precisa de caixa por conta de tal deterioração é um erro clássico. Ao se antecipar e contar a estória com tranquilidade, o empresário poderá obter as linhas de crédito necessárias para atravesar o doloroso período de transição/ajustes.

Obrigado + abraços, Fernando