EXTRA, EXTRA!!

1. A inflação alarma meio mundo.

2. A alta dos alimentos alarma o mundo inteiro – menos o Brasil.

3. O Banco Central Europeu sobe a taxa de juros. Os demais bancos centrais são conclamados a subir as suas taxas também. Querem reduzir o consumo na marra, para reduzir a inflação que se alastra.

4. As más notícias não param nos EUA. Lá tem inflação e recessão ao mesmo tempo: a chamada estagflação. O FED deve subir os juros, mas está algemado por conta do fraco desempenho da economia. E como os bancos americanos estão fragilizados, o crédito para consumo e investimento ficará represado por um bom tempo. E isto atrasará ainda mais a retomada do crescimento americano (entre 1 e 2 anos, dizem as pitonisas de lá).

5. A minha Coface detecta tempo ruim na economia de muitos países, principalmente na Europa. Credito deteriorado.

6. A China e a Índia dão provas de resistencia, ainda que a inflação preocupe também na Ásia, por conta do excesso de investimento e consumo interno. Se subirem os juros por lá o mundo pára! Anote aí. Só que a inflação mundial só desacelerará se a Ásia desacelerar. E para isso acontecer os juros tem que subir por lá.

7. E se tudo isso acontecer, o nosso Brasil “investment grade” vai aprender a conviver com um problema sério: o crédito abundante se tornará inandimplente. Até porque os juros já estão subindo por aqui, aumento o custo dos que já estão endividados. E eu não sinto os bancos com aquele apetite de outrora, o que dificultará as renegociações.

Conselhos sérios:

  1. Cidadão: faça como os ursos! Comece a poupar, para quando o inverno chegar e a economia hibernar, você ter reservas – ou menos dívidas.
  2. Empresário: alongue suas dívidas enquanto os juros não sobem mais e a percepção de risco do sistema financeiro não piora.

Lamento, mas eu não vejo nada de bom no horizonte mundial nos próximos 12 a 24 meses.

O Brasil ainda vem resistindo bravamente aos problemas de EUA e Europa, mas me parece claro que a bonança não vai longe e quem está muito alavancado poderá ter problema quando a economia desacelerar.

Mal humorado, eu? E olha que eu não torço para o Fluminense, hein?!…