1. No link abaixo, a Associação Comercial de S.Paulo (ACSP) divulga que o Índice de Confiança do Consumidor paulista manter-se-á estável, conforme os dados de julho – estável e alto, nos seus 138 pontos. Estamos na contra-mão do mundo, ou “descolamente ao contrário” como estão dizendo por aí.

http://www.estadao.com.br/economia/not_eco223353,0.htm

2. A matéria abaixo saiu no Valor Econômico de hoje (4af!) e está aqui editada por questão de espaço (e o link do valoronline tem cadeado para assinantes). Olha, como eu discordo das afirmações abaixo … se até a FEBRABAN, cujos bancos associados controlam as financeiras associadas da ACREFI, já disse (na figura do seu presidente F.Barbosa) que espera uma desaceleração no crédito…

Crédito ao consumo não perderá força, diz Acrefi

Fernando Travaglini, De São Paulo
13/08/2008

O mercado de crédito ao consumo não deve sofrer uma desaceleração por conta da política monetária mais restritiva do Banco Central. A opinião é do novo presidente da Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), Adalberto Savioli.

 

Ele acredita que o crédito tem um papel muito importante no processo de desenvolvimento econômico e a continuidade desse ciclo de crescimento dos empréstimos deve continuar. “O BC dá sinais para segurar a economia e está correto. Mas também não quer desaquecer ou interromper o crescimento econômico.” O estoque de crédito para pessoas físicas encerrou o mês de junho em R$ 263,5 bilhões, com alta de 21,2% em doze meses, segundo dados do BC.
Anúncios