Caros,

O link abaixo, do estadao.com.br, mostra que os preços estariam se comportando melhor, após eu e o mundo ficarmos apavorados com a escalada inflacionária de proporções globais. Deus queira!

Ainda é cedo para afirmar que isto é uma tendência, pois há mil motivos para que seja apenas alguma acomodação temporária.  O fato é vivemos num mundo novo, cuja dinâmica de funcionamento ainda não é conhecida por ninguém – repito, ninguém! As commodities agrícolas, metais/minerais e o petróleo vinham subindo aloucadamente, e ninguém sabia (ou sabe ainda) o quanto deste movimento tinha a ver com especulação nas bolsas de mercadorias (i.e. nas BMFs do mundo, que são várias e gigantes) ou demanda aquecida (chinesa, indiana, brasileira, etc.).

Agora os preços das commodities começaram a cair, mas ninguém sabe mesmo o quanto desta queda tem a ver com ‘refluxo especulatório’ e quanto deste movimento, de fato, chegará no preço dos produtos que são consumidos pela sua e pela minha família.

Uma coisa é certa: o pior mal que poderia nos (brasileiros em geral) atingir hoje é uma inflação fora de controle. Com ela o Banco Central continuará aumentando a SELIC (minha aposta é 15% até o final de 2008, lembram?) e isto é ruim para todo mundo. Façamos a nossa parte: é só evitar de comprar produtos com preços remarcados e trocar de varejista.

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080824/not_imp229785,0.php

E na mesma linha, segue também um podcast de Miriam Leitão com o Carlos Alberto Sardenberg, na Rádio CBN.

http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/wma/wma_e.asp?audio=2008%2Fcolunas%2Fmleitao2%5F080822%2Ewma

Abraços, FB