Foi um dia atípico, pois a bolsa subiu 3,3%, o que denota otimismo, e o dólar subiu para 1,80, denotando pessimismo (investidor saindo do país). Bom, de fato mesmo não há muito o que comentar, pois tais movimentos podem ter sido influenciados por fatores que não indicam tendência alguma! A bolsa pode ter sido influenciada por uns poucos papéis com alto peso no IBOVESPA, enquanto que o dólar pode ter sido alvo de alguma ação especulativas, como alguns dizem.

Que ninguém fique procurando tendência nas cotações de ativos financeiros, nestes “days of confusion” (Black Sabbath’s Seventh Star, com Glenn Hughes nos vocais).

A declaração que segue, de Mônica Araújo, da corretora Ativa, reforça o que digo: “A notícia trouxe um pouco de racionalidade para o papel (NDR: o papel é Petrobras) e o mercado voltou a olhar o fundamento, o que é muito bom”. Em outras palavras, racionalidade é o que menos se encontra no mundo da finanças – aqui e lá fora.

E como incerteza é a regra do jogo, divido com vocês duas opiniões absolutamente opostas. As duas no mesmo artigo + vídeo (link abaixo). As duas podem acontecer, pois tem gente inteligente acreditando nas duas visões. Seria fácil se pudessemos deixar que terceiros decidissem por nós – e corressem o risco por nós -, mas o mundo não funciona assim, i.e. nós temos que analisar e decidir.

http://www.businessweek.com/magazine/content/08_38/b4100022002840.htm?chan=top+news_top+news+index+-+temp_news+%2B+analysis

Boa leitura + boa decisão! Abraços, FB

Anúncios