Caros:

Essa alta dos juros não é surpresa alguma. O mesmo já ocorre na PJ e para empresas de todos os portes (não só para as pequenas). A oferta de crédito caiu e não é só porque o crédito externo secou. Os comitês de crédito dos bancos estão MAIS CONSERVADORES. É normal, é do jogo.

Cabe agora ao empresário pesquisar mais antes de tomar crédito, apresentar-se melhor para os bancos, mostrar que a qualidade do risco da sua empresa é boa e que ela irá sobreviver à crise, etc.

Esta é a única forma de garantir que os recursos escassos do crédito serão direcionados para a sua empresa e não para o seu concorrente.

Abraços, F.

Juros do crédito pessoal atingem maior taxa desde 2003; veja diferença entre bancos

SÃO PAULO – A Fundação Procon de São Paulo divulgou dados mostrando que o juro médio do empréstimo pessoal subiu para 6,04% ao mês em outubro, a maior taxa média desde junho de 2003 (6,22%).

Já no cheque especial houve uma ligeira queda. Após seis meses consecutivos de variações positivas, a taxa média dos bancos pesquisados foi de 8,96% ao mês, ante 9,02% em setembro.

De qualquer maneira, é importante saber que as taxas variam – e muito – de banco para banco, o que faz com que o gasto com juros seja muito diferente.

Em cada banco
Caso tomar crédito seja algo inevitável, deve-se ter atenção às variações de cobrança. A menor delas, para cheque especial, está na Caixa Econômica Federal (7,98% ao mês), enquanto a maior, conforme o Procon, é verificada no Safra (11,79% ao mês).

Na tabela abaixo, é possível traduzir em valores quanto essa diferença representa. Para o cálculo, foi considerado que o cliente utilizou o limite de R$ 950 de sua conta-corrente pelo período de um mês:

Cheque especial por 1 mês*
Banco Taxa mensal Gasto total
Safra 11,79% R$ 1.062,01
Santander 9,28% R$ 1.038,16
ABN Amro Real 9,28% R$ 1.038,16
HSBC 8,91% R$ 1.034,65
Itaú 8,75% R$ 1.033,13
Bradesco 8,05% R$ 1.026,48
Banco do Brasil 8,62% R$ 1.031,89
Nossa Caixa 8,50% R$ 1.030,75
Unibanco 8,39% R$ 1.029,71
Caixa Econômica Federal 7,98% R$ 1.025,81

*Valor contratado: R$ 950.
Utilização: 1 mês
Compilação: InfoMoney (os dados não levam em consideração outros encargos, como IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)

O mesmo ocorre quando se toma um empréstimo pessoal. Na Caixa Econômica Federal são cobrados 4,49% de juros por mês, contra 7,95% mensais impostos pelo Real. O cálculo a seguir mostra quanto custa emprestar R$ 1,5 mil para pagamento em 12 meses, assim como a variação do custo do dinheiro de banco para banco:

Empréstimo em 12 meses*
Banco Taxa mensal Gasto total
Banco do Brasil 6,50% R$ 2.206,23
Bradesco 5,47% R$ 2.085,04
Caixa Econômica Federal 4,49% R$ 1.972,86
HSBC 4,82% R$ 2.010,29
Itaú 6,89% R$ 2.252,97
Nossa Caixa 4,90% R$ 2.019,42
ABN Amro Real 7,95% R$ 2.382,33
Safra 6,90% R$ 2.254,17
Santander 5,90% R$ 2.135,23
Unibanco 6,59% R$ 2.216,97

*Valor contratado: R$ 1,5 mil. Pagamento em 12 meses
Compilação: InfoMoney (os dados não levam em consideração outros encargos, como IOF (Imposto sobre Operações Financeiras)