Olá, após algum sumiço (semana dura…), estou de volta com um reflexão muito relevante: A REACELERAÇÃO DA ECONOMIA GLOBAL E BRASILEIRA.

O Brasil vinha crescendo muito por algumas razões:

  1. O comércio internacional estava à toda e os preços das commodities nas alturas – não mais.
  2. O crédito bancário internacional (e local) está muito ofertada e barato – não mais.
  3. O fluxo de capitais para investimento vinha para os mercados emergentes (como o Brasil) a rodo – não mais.

Quanto ao item 3, vejam o gráfico abaixo, diretamente do blog de Brad Setser. Leiam o post completo aqui.

PS: os fluxos de capitais caem mais vertiginosamente do que o fluxo comercial.

Concluo com o seguinte:

  1. O mundo rico está com problemas crônicos em vários fronts, e.g. sistema bancário em coma, estado econômico depressivo, índice de confiança do consumidor nulo, etc. Nós não temos nada disso.
  2. Nosso problema CONJUNTURAL é de reorganização da economia após o choque de Set 15. O nosso desafio ESTRUTURAL será conviver com um crescimento menor, pois os fluxos de capitais, de crédito e comercial serão muito menores do que no passado.
  3. O Brasil sairá desta crise MENOR PIOR DO QUE OS OUTROS.

Chegou a hora do Executivo e do Congresso colocarem a mão na massa e executarem as reformas estruturais devidas, pois do contrário voltaremos a ter um crescimento europeu (1%, 2% a.a.), enquanto que a Ásia crescerá 5% a.a.

Abraços, F.