Caros – eu nunca vesti a carapuça de “pessimista”, nem mesmo nos dias em que dizia que os piores dias estavam à nossa frente. Era realismo puro e, lamentavelmente, eu estava certo.

Agora, o meu novo cenário é de que, finalmente, o pior já passou no Brasil.

Este post da Miriam Leitão mostra uns gráficos interessantes sobre a indústria e o comércio. Vale a visita.

O emprego também melhorou, conforme previsto no mês passado pelo Ministro Lupi – que eu havia chamado de “vidente”, lembram? O movimento ainda é discreto, tímido, mas parece-me que é tendência, o que é positivo (mesmo continuando tímido).

Como estamos vivendo uma retomada em função de ajuste de estoques na economia, não veremos grandes arrancadas, afinal, não há crescimento global nem crédito vigoroso aqui dentro.

Mas estou confiante que iniciamos um círculo virtuoso. Espero estar certo de novo.

Com meu abraço, F.